CRISTIANE MARQUES

Nascida em Brasília, mineira de coração e candanga por vocação. Graduada em Turismo. Atua no setor turístico desde 2007. Já trabalhou em uma das maiores operadoras do país e teve sua própria empresa  onde realizava excursões para festivais de cultura popular. Atualmente dedica-se integralmente ao blog, ministra palestras e oficinas sobre diversos temas do turismo.

Pesquisadora do Turismo Voluntário (Volunturismo) e Turismo Solidário, realiza diferentes tipos de trabalhos voluntários durante suas viagens no Brasil e no exterior.

Ama viajar e conseguiu fazer da viagem sua profissão. Desde abril de 2013, a blogueira Cris Marques decidiu não ter mais endereço, nem residência fixa e saiu pelo mundo sem destino definido.

Sol e lua em Sagitário. Preza pela qualidade de vida de todos os seres. Acredita que o melhor meio de transporte é a bicicleta, pratica yoga, tecido acrobático e dança circular. Faz parte do círculo de mulheres da Teia de Thea, onde preza-se pela reverência à Mãe Terra e a conexão com a essência feminina. Durante três anos foi brincante e “bordadeira” de figurinos do grupo de cultura popular Seu Estrelo e o Fuá do Terreiro, em Brasília. Ama o bom e velho forró pé-de-serra e não dispensa uma dança regional. É apaixonada por toda e qualquer manifestação cultural e, pelos simbolismos étnicos. Uma eterna curiosa da história e geografia. Não dispensa ser voluntária durante suas viagens e preza pelo contato direto com os sabores, ritmos e espiritualidade de cada local. Se encanta facilmente pelas pessoas e por suas histórias. E acredita que o abraço é a cura de todas as relações.

Na sua mochila nunca falta um instrumento musical pra fazer barulho, óleos essências para terapias e vários panos multiuso. Também leva uma peteca para brincar, um livro para acalmar e um tapete para alongar.

mochila-cris-marques

cris-marques-dentro-mochilao-10 cris-marques-dentro-mochilao-11 cris-marques-dentro-mochilao-4 cris-marques-dentro-mochilao-2 cris-marques-dentro-mochilao

21 Comentários

  1. Pollyana Dietz
    16/07/2016 at 19:39 — Responder

    Menina bonita, descobri seu blog por acaso…que surpresa adorável ^^ Estou curtindo todas as dicas..parabéns pelo belo trabalho 🙂

  2. Cristiano
    23/04/2016 at 22:32 — Responder

    Faça o que ama e não precisará trabalhar um só dia.
    Parabéns !

  3. Marly Costa
    26/03/2016 at 10:52 — Responder

    Oi Cris!
    Aqui comovida com a sua experiência. Muito do que eu gostaria de fazer mas me sinto desencorajada a tanto desperendimento, mas foi um incentivo grande que me ajudará na reflexão e quem sabe algumas decisões virão a partir dos seus depoimentos. Grande abraço!

    • 18/04/2016 at 17:01 — Responder

      Olá Marly, fico honrada em saber que te inspirei de alguma forma.
      ♡♡♡

  4. Gabriel da Silva Rodrigues
    22/03/2016 at 10:22 — Responder

    olá, Cris desde de criança sempre tive o sonho de colocar uma mochila nas costas e conhecer ao mundo. hoje tenho 28 anos e não realizei esse sonho…sou professor de 1º ao 5ºano, amo minha profissão, mas a vontade de explorar o mundo continua.

    como posso conciliar minha profissão com meu sonho? hj tenho um filho que acabará de nascer, mas quero ensina-lo a ser um verdadeiro cidadão do mundo!

    aguardo por respostas…abraços!

    • 25/03/2016 at 12:18 — Responder

      Olá Gabriel, só você saberá como conciliar seu sonho com a sua realidade… Infelizmente, não tenho essa resposta. O que posso te dizer é que o caminho do coração é aquele que nos trazem a felicidade.

      Boa vida! ♡

  5. Jovimari Balotin
    09/02/2016 at 10:22 — Responder

    Oi, Cris!

    Hoje inicio minhas pesquisas para fazer o caminho de santiago.
    Estou num ano sabático desde maio/15 e agora vejo que é hora desse antigo sonho deixar de ser sonho.
    Adorei passar por aqui e ler algumas dicas.
    Neste momento inicio pela compra de um mochilão novo e mais prático, gostei da sua dica, já viajei pela Bolívia, Colômbia, México, Croácia, Itália, França sempre de mochilão mas a que tenho não é confortável para meu tamanho (56 kilos, 1.60m, é sempre pesa demais. Já estou ciente que não levarei mais do que 6 kilos, certo?
    E sobre o caminho de Santiago, você já fez?
    Obrigada,
    Jovi

    • 24/02/2016 at 10:48 — Responder

      Olá Jovimari, determinar o limite do peso que levará na mochila já é um ótimo passo para não carregar nada além do necessário. 🙂
      Ainda não fiz o Caminho de Santiago. Já estive na cidade de Santiago e confesso que fiquei com muita vontade… Dá uma olhada no blog desse meu amigo, ele tem muitas dicas: http://retrip.com.br/category/caminho-de-santiago-espanha/

      Grande abraço!

  6. Felipe M.Silva
    19/01/2016 at 16:33 — Responder

    Você e a cachoeira são duas maravilhas numa mesma foto!
    Parabéns pelo seu belíssimo trabalho. Contagiante!!!
    Bj

  7. fatisabara2012@hotmail.
    27/11/2015 at 16:48 — Responder

    quero me cadastrar, trabalho por hospedam

  8. 03/11/2015 at 23:25 — Responder

    Olá Cris em primeiro lugar parabéns pelo blog, estou nos preparativos finais para a minha viajem de bike pela América do sul, gostaria muito de poder trocar conhecimentos sobre lugares e vivências com vc, estamos em contato, grande abraço e desde já agradeço a atenção.

  9. 02/11/2015 at 18:47 — Responder

    Oi Rodrigo, você quer se cadastrar onde?

  10. Kito
    24/10/2015 at 14:55 — Responder

    Olá Cris, td bem ?
    Estava procurando trampo fora do Brasil e achei seu site que achei D+, é justamente a proposta que eu estava procurando, no momento não procuro estabelecer me em um local e muito menos ficar rico, o que quero é viajar, conhecer o mundo, conhecer pessoas e ter histórias, e talvez um dia sossegar em algum canto. Sou instrutor de capoeira e mais do que me dar bem com o esporte lá fora, quero ensinar a arte de vdd para o mundo e não essa capoeira comercial cheia de mortais (acho lindo mas só para a efeito visual), a história a filosofia a liberdade, não apenas o simbolismo de liberdade do contexto histórico, mas sim a liberdade do movimento, da fluidez corporal. Acho que me empolguei um pouquinho kkkkkkk. Mas em fim tem uma dica de como e por onde posso começar ?
    Desde já agradeço pela atenção, aguardo seu retorno.
    Gde abraço.

    • 02/11/2015 at 18:41 — Responder

      Olá Kito, para te responder com uma frase: “Um caminho de mil quilômetros começa com o primeiro passo.” Lao Tsé

      Grande abraço!

Responder para

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *